Alunos do curso de Artes fazem treinamento circense

ALUNOS DE LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS RECEBEM TREINAMENTO CIRCENSE COMO FERRAMENTA PARA DESCOBERTA DO CORPO EM MOVIMENTO EM RELAÇÃO AO TEMPO

Aula-palestra na disciplina Linguagens Sonoras e Corporais, ministrada pela Profa. Rosana Baptistella aos alunos do quinto semestre do curso de Artes Visuais da FAAL visou apresentar aos alunos, futuros professores de Artes na educação formal e não formal, elementos do circo, uma arte cênica e corporal que atravessa séculos. A atividade teve início através de exercícios de alongamento com explicações sobre a estrutura óssea e muscular, visando aquecimento e consciência corporal. Em seguida, foram trabalhados princípios técnicos de malabarismo e a percepção do corpo em movimento e sua plástica, seu desenho no espaço.

Prof.  convidado: José Guilherme Pereira Bergamasco
Mini currículo:
José Guilherme é mestrando em Artes da Cena pela UNICAMP, com o projeto “Estudo sobre a preparação corporal para Atores e Circenses: suas relações no plano da atuação”. Licenciou-se em Educação Física pela PUC-Campinas, em 2006 e especializou-se em Fisiologia do Exercício, em 2007, pela UNICAMP. Iniciou-se na prática do circo em 2002, junto às família tradicionais Brede e Ortaney e também junto ao EspaCirco, do Departamento de Artes Cênicas da UNICAMP. Em 2006, fundou o Espaço Cultural NanoCirco, onde atua como professor e diretor artístico. É integrante, desde 2003, do Ponte pra Lua, grupo que pesquisa a união das linguagens do circo, do teatro e da música, com o qual participou, como ator, das montagens Árvore no deserto (2012); O Essencial é Invisível aos Olhos (2009), com direção de Rosana Baptistella; e Pequeno Príncipe (2010), com direção de Rodrigo Matheus. Dirigiu os espetáculos Xadrez (2008) e Submersos (2011), realizado com os alunos do NanoCirco, e o número circense Black Trombone (2011), de Mimi Tortorella.

20160314_215618