Regimento Interno         Procedimentos           Acesso ao acervo          Links úteis

Políticas de acervo


BIBLIOTECA FAAL

Horário de atendimento: das 14h às 22h30 de Segunda a Sexta – Feira

A Biblioteca FAAL possui o sistema ERP UNINFORMARE que  foi implantado em  2004 trazendo uma nova forma de controle do acervo e ao mesmo tempo agilidade no atendimento, iniciando uma nova etapa de trabalho e organização da biblioteca, que foi muito bem aceita por todos que frequentam o espaço. A biblioteca da FAAL utiliza, ainda, o sistema informatizado UNIMESTRE, facilitando o controle, cadastro, empréstimos e registros para a comunidade acadêmica.

Cristiane Aparecida Armbruster Giovanini, CRB 5478,  graduada pela PUC-Campinas, é a Bibliotecária Responsável.
Rosana Gomes Fernandes, formada em Administração pela FAAL  compõe a  equipe.
I. PROCEDIMENTOS

1) Classificar livros/periódicos/CD/ Vídeo/TCC;
2) Catalogar livros/periódicos/CD/ Vídeo/TCC;
3) Preparar fichas dos livros/periódicos/CD/TCC/Vídeo para controle de cadastro no sistema;
4) Cadastrar livros/periódicos/CD/TCC/Vídeo catalogados e classificados no sistema UNIMESTRE;
5) Marcar livros/periódicos/CD/TCC/Vídeo que não podem ser emprestados com tarja vermelha;
6) Realizar empréstimo e devolução de materiais;
7) Auxiliar o usuário na busca do que procura, levando-o às obras do acervo, esclarecendo suas dúvidas e atendendo suas necessidades;
8) Orientar usuários quanto a utilização dos computadores;
9) Verificar obras danificadas e/ou defasadas no acervo;
10) Restaurar obras danificadas;
11) Organizar entrada e saída dos livros/periódicos/CD/TCC/Vídeo de forma que se possa ter  informações confiáveis e precisas  para atender o CENSO e prestar as informações exigidas pelos diversos setores da instituição.
12) Acompanhar prazos de entrega, alertando os usuários que estão com obras em seu poder com atraso na devolução;
13) Proibir entrada de usuários com mochilas/bolsas/pastas e alimentos na biblioteca;
14) Manter o ambiente de trabalho em condições de limpeza incluindo o acervo, seus móveis e equipamentos;
15) Organizar prateleiras, enumerar e nomear;
16) Fazer fechamento do caixa da biblioteca e prestação de contas junto ao financeiro semanalmente, fluxo gerado em função das multas por atrasos na entrega de livros ou qualquer outro item do acervo.
17) Balanço do acervo ao final de cada período letivo para fins de acompanhamento, controle e atualização de acordo com as exigências de cada curso;
18) Fazer controle de bibliografias solicitadas pelos coordenadores e usuários atendendo as demandas que ocorrem em todo o período letivo, incluindo as existentes por conta de visitas de comissões do MEC para reconhecimento de cursos e avaliações institucionais;
19) Orientar usuários quanto a pesquisas bibliográficas;
20) Cobrar usuários em débito.
21) Fazer controle do uso dos armários e escaninho disponibilizados para uso dos alunos;
22) Renovar livros/periódicos/CD/TCC/Vídeo por telefone/ e-mail.

II. GERENCIAMENTO PELO SISTEMA UNIMESTRE 

1) Estatística da movimentação da biblioteca
2) Cadastro dos novos livros/periódicos/CD/ Vídeo/TCC
3) Consultas por títulos e subtítulos, autores, assuntos e código de barras.
4) Disciplinas de cada curso
5) Etiquetas de código de barras
6) Etiquetas de Lombada
7) Lista de Contatos dos alunos e professores
8) Relação de Multas
9) Relação de empréstimos atrasados
10) Movimento de empréstimos para os alunos e professores e funcionários.
11) Reservas

III. DIA-A-DIA DA BIBLIOTECA

1) Manter o ambiente de trabalho agradável, zelando pelos equipamentos, organizando a mesa, sem excesso de papéis.
2) Atender bem os usuários, com clareza e respeito sobre qualquer tipo de assunto.
3) Manter a calma e simpatia.
4) Deixar disponível no balcão caneta e bloco de anotações.
5) Cumprir e fazer cumprir as determinações de superiores hierárquicos.
6) Iniciar o dia com tarefas mais demoradas que exijam maior esforço físico e/ou mental.
7) Acessar o e-mail da biblioteca todos os dias para ficar atenta às informações que chegam.8) Usar todos os dias uniformes da empresa.

IV. DESCRIÇÃO DAS FUNÇÕES DOS RESPONSÁVEIS PELA  BIBLIOTECA FAAL

1) Manter o bom relacionamento com usuários da biblioteca.
2) Atender com rapidez e agilidade.
3) Não permitir que se coma ou beba no horário de funcionamento da biblioteca.
4) Falar baixo e solicitar o mesmo comportamento dos usuários. Usar o telefone tão somente quando necessário.
5) Não deixar o usuário esperando para esclarecer suas dúvidas otimizando o horário de intervalo para atender o máximo de usuários possível.
7) Caso o livro/assunto solicitado pelo usuário não for encontrado, buscar alternativas que venham atender, procurando encontrar uma solução satisfatória.

 Regimento Interno

Cap. I- DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1 – O presente regimento estabelece normas de uso e funcionamento da Biblioteca.

Cap. II- DOS HORÁRIOS DE FUNCIONAMENTO

Art. 2 – O horário de funcionamento desta Biblioteca é das 14h30 às 22h30 e aos sábados das 13h às 17h.

Cap. III- DAS INSCRIÇÕES

Art. 3 – Todos os alunos, professores e funcionários poderão inscrever-se como associados da Biblioteca, isto acontece a partir de um primeiro cadastro (como aluno ou docente) na secretaria.
Art. 4 – O regimento da Biblioteca está disponível no site da Faal e na própria Biblioteca.
Art. 5 – É vedado o empréstimo de livro por meio de terceiros.

Cap. IV- DOS EMPRÉSTIMOS E DEVOLUÇÕES

Art. 6 – O empréstimo de obras catalogadas far-se-á pela requisição de consulta, preenchida pelo próprio leitor, após ter verificado na Biblioteca, os títulos disponíveis e de seu interesse, para posterior formalização do empréstimo pelo funcionário responsável.
Art. 7 – A retirada ficará limitada a 03 (três) obras por vez e pelo prazo máximo de 07 (sete) dias corridos. No caso de periódicos, o prazo máximo é de 02 (dois) dias.
Art. 8 – É vedado o empréstimo de 02 (dois) exemplares da mesma obra.
Art. 9 – É vedada a retirada, da Biblioteca, de documentação, de livros raros e de edição esgotada, bem como das seguintes obras referidas: dicionários, enciclopédias.
Art. 10 – A renovação do prazo de empréstimo de obras pode ser feita pela primeira vez pelo Unimestre e a partir da segunda vez pessoalmente .
Art. 11 – A renovação deverá ser feita pelo próprio leitor com um dia de antecedência ou na data marcada para a devolução da mesma.
Art. 12 – Se a obra requisitada estiver emprestada, a Biblioteca reserva-se o direito de informação ao requisitante tão somente na data da devolução.

Cap. V- DA CONSULTA LOCAL

Art. 13 – É livre o acesso às estantes da Biblioteca e obriga o leitor a depositar seus materiais pessoais (bolsas, mochilas, fichários, pastas, sacolas) no armário.
Art. 14 – Caso o usuário encontre dificuldade ou precise de informações adicionais, deverá solicitar auxílio à bibliotecária.

Cap. VI- DAS RESERVAS

Art. 15 – Só terão validade as reservas feitas com a bibliotecária que tomará as devidas providências para agendamento do livro solicitado.
Art. 16 – A ordem de preferência observada para a efetivação de reserva será cronológica.
Art. 17 – A reserva é limitada a 2 (duas) obras.

Cap. VII- DAS SUGESTÕES

Art. 18 – As sugestões do leitor, relativas à aquisição de novas obras do acervo, melhorias no atendimento e outras atividades, serão analisadas pela bibliotecária e aprovadas pela direção.

Cap. VIII- DAS PENALIDADES

Art. 19 – A não devolução da obra no prazo estabelecido para o livro sujeitará o usuário a uma multa referente a R$ 1,50 (um real E cinqüenta centavos) por dia.
Art. 20 – Se houver reserva da obra e o leitor não tiver devolvido no prazo determinado, a multa passa a ser de R$ 3,00 (três reais) por dia. Além disso, ficará suspenso para retirada de novas obras por 15 dias.
Art. 21 – O não pagamento da multa, impedirá o usuário de obter novos empréstimos junto à Biblioteca, até que a situação seja plenamente regularizada.
Art. 22 – A Biblioteca reserva-se o direito de suspender temporariamente o empréstimo de quaisquer obras ao leitor que não entregar em perfeita ordem as obras por ele retiradas para consulta.
Art. 23 – O montante do valor devido à Biblioteca como indenização por obras danificadas ou perdidas pelo leitor será estabelecido pelo responsável da Biblioteca.
Art. 24 – A Biblioteca, sem prejuízo da aplicação das penalidades previstas neste Regimento, poderá efetuar cobranças por meio de ligações telefônicas e por via postal, junto ao leitor que não devolver, dentro do prazo estabelecido, para as obras por ele emprestadas.

Cap. IX- DA MANUTENÇÃO DA ORDEM NO RECINTO DA BIBLIOTECA

Art. 25 – Será exigido dos leitores e usuários da Biblioteca:

a)      Completo silêncio em suas dependências.
b)      Que se abstenham de cigarros.
c)      Que deixem em lugar apropriado, junto à portaria, bolsas, mochilas, fichários, pastas e sacolas, adentrando as salas de leitura e pesquisa portando apenas lápis, papel e borracha.
d)     Que se abstenham de consumir qualquer tipo de alimento em suas dependências.
e)      Que não danifiquem o prédio ou qualquer objeto pertencente ao acervo da Biblioteca.
f)       Que as solicitações aos funcionários sejam feitas em voz baixa e com cordialidade, de modo a não perturbar o ambiente.
g)      Que acatem as orientações e determinações dos funcionários da Biblioteca.

Faal, 22 de julho de 2013

Silvia Helena Orlandelli da Silva
Diretora Geral



POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, DE EXPANSÃO, GERENCIAMENTO E ATUALIZAÇÃO DO ACERVO

1. Apresentação

Nas últimas décadas as bibliotecas passaram por mudanças radicais na forma de selecionar, adquirir e armazenar seu acervo, decorrentes da explosão documental apresentada, em vários suportes, constituindo-se em marco na história da civilização moderna.
Com base nos estudos realizados e nos objetivos estratégicos traçados para a formação, crescimento, manutenção e preservação do acervo, as políticas aqui estabelecidas tiveram por propósito, com base no orçamento anual específico, atualizado e aprovado pela PHD Educacional, mantenedora da FAAL:

1.1 Objetivos

Aquisição das bibliografias básica e complementar correspondentes a cada disciplina dos diferentes cursos, com base nos planos de ensino, visando atender à proposta pedagógica desses cursos;
Composição de acervo para atender novos cursos e aumento de vagas;
Atualização e expansão do acervo da Biblioteca;
Criação de normas de preservação e conservação do acervo.

1.2. Formação da Coleção

Para a formação da coleção, deverão ser observados:
os objetivos da Instituição;
as indicações do corpo docente, com base nos planos de ensino das disciplinas;
pesquisas em bases de dados e catálogos de editoras, considerando os lançamentos editoriais e as áreas de interesse da FAAL

1.3 Fases do Processo

A Política de aquisição deve contemplar as várias fases do processo:

disponibilidade de recursos,
prioridades definidas na seleção,
satisfação dos usuários,
seleção,
aquisição,
descarte,
patrimoniamento ,
preservação.

As aquisições também poderão ocorrer das seguintes formas:

-Por doações e permutas.
-Pelo serviço de reserva utilizado pelos usuários.
-Pela manutenção de assinaturas de periódicos em papel e em suporte eletrônico.
-Pela manutenção de bases de dados especializadas on line ou em CDRom, e recursos de multimídia (microfilmes, slides, fitas de vídeos, DVDs, CDs-Rom).
-Pela aquisição de equipamentos adequados para a utilização da informação nos diferentes suportes.
-Pela aquisição de acervos de outras bibliotecas ou de professores.

Ao final de cada ano a Biblioteca deve apresentar à Direção Geral e Direção Acadêmica a planilha orçamentária detalhada relativamente aos tipos de materiais e serviços, para aprovação de verbas pela PHD Educacional, entidade mantenedora FAAL. Os valores do orçamento são atualizados de acordo com as necessidades da Biblioteca.
A aquisição da bibliografia básica, nos seus diferentes suportes, deve ser feita levando-se em conta a relação exemplar/aluno e a sua atualização, conforme os padrões de qualidade do MEC.
Para a bibliografia complementar, bem como para aquela considerada de interesse para a biblioteca, nos seus diferentes suportes, deve ser adquirido no mínimo um exemplar para o acervo de consulta.
É levado em conta para tanto, a cotação que melhor atenda os interesses da Instituição.
Quando a bibliografia não é localizada nas distribuidoras e livrarias recorre-se às livrarias especializadas em obras esgotadas (Sebos) no país .
A localização de artigos de periódicos, trabalhos publicados em eventos e teses é realizada pelo COMUT – Comutação Bibliográfica e disponibilizada ao usuário em tempo mínimo.
Com base no acervo já existente efetua-se um levantamento das bibliografias a serem adquiridas constantes do Plano de Ensino, considerando o número de alunos a serem atendidos e o de exemplares de cada título da bibliografia básica. Após listagem e cotação em três fornecedores procede-se a aquisição mediante complementação de orçamento se necessário.

1.4 Informatização do Acervo

Com o advento das novas tecnologias, a sociedade passa por uma grande transformação, à medida que esta absorve todas as inovações de caráter técnico-científico. As bibliotecas, por excelência, estão inseridas neste contexto de mudanças e adaptações às novas tecnologias, por serem organizações disseminadoras da informação, devendo assim estar aliadas a esses modernos recursos, visando atender com eficiência e rapidez seus usuários.
A FAAL ao implantar seus cursos de graduação e consequentemente sua Biblioteca, optou por adotar a automação de seus serviços, através da implantação de um sistema informatizado.

1.5. Sistemas Automatizados

A política de informatização adotada pela FAAL, tanto no que se refere ao controle acadêmico como à Biblioteca, visando informatizar e modernizar os serviços da Biblioteca, foi implantado, em 2007, o sistema de gestão escolar UNIMESTRE, juntamente com o módulo Sistema de Controle de Biblioteca Local e On Line, com o objetivo de aperfeiçoar não somente os serviços internos da Biblioteca mas também o atendimento aos usuários.

1.6. Sobre o Sistema de Controle de Biblioteca –UNIMESTRE/BIBLIOTECA

A) OBJETIVOS

O UNIMESTRE/BIBLIOTECA é um Sistema que possibilita aos bibliotecários controlar e auditar todo o material bibliográfico e não bibliográfico existente no acervo, bem como proporcionar a descentralização dos recursos informacionais, permitindo aos usuários habilitados acessar, identificar e localizar o material desejado, verificando inclusive sua disponibilidade. É um Sistema que trata a informação de modo abrangente, permitindo o gerenciamento de todo o acervo e gerando a integração do usuário com a informação, através de computadores instalados na Biblioteca, incluindo a Consulta On Line.

B) FUNÇÕES

O UNIMESTRE/BIBLIOTECA possui módulos, com funções distintas, integrados em termos de estrutura de dados, possibilitando:

-cadastrar usuários – recebe os dados que identificam os usuários, incorporando-os à base de dados dos usuários, para posterior recuperação;
-cadastrar documentos – processa tecnicamente o material, ou seja, codifica os documentos, transcreve os dados, incorporando-os à base de dados do acervo;
-emprestar material – recebe pedido de empréstimo, consulta disponibilidade no acervo, verifica datas de devolução do material já emprestado, solicita devoluções atrasadas, dá baixa nos empréstimos que foram devolvidos, efetiva e cadastra empréstimos;
-reservar material – cadastra as reservas, verifica datas de reservas, cancela reservas com desistência e verifica disponibilidade de material;
-recuperar informações – recupera todas as informações referentes ao acervo, aos usuários, aos empréstimos, às reservas e às estatísticas do Sistema;
-atualizar o Sistema – mantém as bases de dados atualizadas, quanto aos dados dos usuários, do acervo e da circulação;
-emitir relatórios – emite diversos relatórios, como os de autor, título, assunto, código, usuários, entre outros;

C) ENTRADAS E SAÍDAS

O UNIMESTRE/BIBLIOTECA possui como:

a) Entradas:

O Sistema é atualizado através de telas, pelos responsáveis credenciados pela Biblioteca. A atualização é realizada através das operações inclusão, exclusão e alterações.

b) Saídas:

O Sistema oferece vários tipos de saída, a saber:
-recuperação on line de todas as telas;
-consultas diversas em relação ao acervo, usuários e circulação;
-emissão de listagens/relatórios;

D) MÓDULOS

O UNIMESTRE/BIBLIOTECA é composto de dois módulos, subdividindo-se em vários submódulos, gerando uma gama de opções para os bibliotecários e usuários, assim constituídos:

• Módulo Manutenção – Submódulos:

empréstimo;
devolução;
reserva;
usuário;
acervo;
relatórios;
Cadastro de:
operadores;
tipos de documentos;
editora;
idioma;
aquisição;
cursos;
situação;
parâmetro.

• Módulo Pesquisa – Submódulos

autor;
título;
assunto.

1.7 Materiais e Equipamentos

A Biblioteca possui materiais e equipamentos no sentido de garantir a operacionalização do Sistema de Automação da Biblioteca, bem como a utilização das Bases de Dados e conectar a Biblioteca à Internet, objetivando propiciar aos seus usuários a convivência com as novas tecnologias da informação, como uma instituição atualizada e moderna, que estimula a pensar, a

1.8. Serviços

A Biblioteca oferece os seguintes serviços:

• consulta para o público em geral, com ênfase para a demanda da comunidade acadêmica;
• empréstimo domiciliar;
• empréstimo entre bibliotecas;
• comutação bibliográfica através do COMUT/IBICT
• levantamento bibliográfico;
• exposições;
• disseminação seletiva da informação:
• normalização de trabalhos técnicos científicos elaborados pelos docentes,
•circulação de periódicos;

Profa. MSc. Silvia Helena Orlandelli da Silva
Direção Geral
FAAL